10 de mai de 2011
Se chego antes da hora
evito o encontro certo.

Agarro o menor segundo
a parte breve do incerto.

Cada suspiro é medida,
a chuva que cai
é agouro.

Ante ao carrasco passa a vida,
nave sem ancoradouro.

Maldoso, o vento desperta.
E a sua presença demora.

Marca o silêncio a hora certa,
A hora certa é agora.