Eventos

27 de nov de 2009
A memória é objeto
De um evento ocorrido
Pode vir da torneira que pinga
Ou do pingo da consciência que resta
.
A memória é criada, procria e se estabelece
Quando se precisa ela desce...
Do pedestal da saudade.

De onde vem a lembrança
Daquilo que ocorreu
No meu sonho de criança?

Ela existe e machuca;
Desespera e avança...
Eram as agulhas, me lembro
Vindo de todos os lados
Um quarto branco e quadrado
Com linhas em novelar eterno
Ao redor de tudo um lago,
Um amanhacer e o inferno.

2 comentários:

Olho de Tornado disse...

Gostei, Sam.
Bacana.

Joanna disse...

Aperta o botão vermelho pra sair do quarto branco!
Mas o inconsciente te acompanha, mesmo fora do Big Brother!