O caos que rasteja.

7 de mar de 2010


Todo ser que sobre a terra rasteja, do caos é filho, ao caos pertence.
Toda dádiva que à mesa se apresenta, é servida crua, ao paladar agrada.
Toda dor recolhida na alma, machuca os ossos, e nunca cala.

2 comentários:

Auíri Au disse...

Vai saber...

Joanna disse...

...daí nasceu a sua profissão. Um brinde ao caos e aos seus filhos que não deixam faltar-te o pão.
Ser-humano, lacraia, centopeia e apaixonados, rastejantes sobre um novo acordo ortográfico.


=]