Ai!

20 de out de 2009
Ai!
Grito dormente
De som suado de amor
Ouve-se em todo canto
E olha-se para ver
O motivo interjetivo
Que o fez aparecer
Se foi a unha encravada
Pisada sem querer
Ou o gemido da empregada
Buzinada sem saber
Ainda existe a remota
Mais viva possibilidade
De ter sido Mariana
Num suspiro de saudade

1 comentários:

RafaBats disse...

Gosto de buzinar Mari as vezes, eu sei que ela gosta de ser buzinada também. (6)